20 de nov de 2011

Pipoca abençoada

O texto apresentado aqui desenvolve um pensamento sobre a presença do Espírito Santo em nossas vidas.


Pipoca abençoada

                Comi pipoca outro dia. Quem não gosta de uma pipoca saborosa ?
            E comi com tanto gosto, com tanta satisfação, que uma pequena casca de um caroço de pipoca alojou-se em minha garganta.
            Tenho dedicado muitas horas de meus dias pensando nesta pequena casca de pipoca, alojada em minha garganta. Acordo pensando nela e também adormeço da mesma forma. Quando preciso falar qualquer coisa, lá está novamente a lembrança da casca da pipoca. Quando me alimento, e preciso mastigar e deglutir, também me deparo com a presença da mesma casca na garganta. E esta situação com a pipoca não acarreta uma dor na garganta, mas apenas uma sensação viva de lembrança, que de outra forma, seria imperceptível.
            Pensei tanto nesta casca de pipoca, que me vieram à mente estas palavras que transcrevo aqui, no intuito exclusivo de honrar a Deus, mesmo que com pensamentos muito simples, instintivos e cotidianos.
            Esta casca de pipoca abençoada me faz lembrar a presença do Espírito Santo em nossas vidas. Depois de aceitar e compreender a realidade constante e inequívoca de Deus em nossas existências, todos sabem que não é uma tarefa fácil, para qualquer cristão, exercer o cristianismo honesto e comprometido.
Desta forma, a presença do Espírito Santo, em comparação com a casca de pipoca alojada na garganta, nos lembra, a todo instante, da importância de uma atitude cristã, inclusive quando estamos nos dirigindo verbalmente a algum interlocutor que pode ser ou não cristão. Cada palavra que proferimos através da boca, devemos procurar fazê-lo de acordo com os ensinamentos do nosso Senhor Jesus Cristo, tentando estabelecer e preservar uma postura cristã autêntica.
            De forma semelhante, quando nos alimentamos intelectualmente, através do aprendizado por meio de leituras, filmes, palestras ou aulas, desde que estejamos sintonizados espiritualmente com o Altíssimo, a sensação viva do Espírito Santo nos lembra (assim como a casca da pipoca em nossa garganta) de selecionar ou filtrar as informações que estejam de acordo com a nossa dieta cristã, ou seja, de acordo com os nutrientes espirituais que nos mantém vivos em Cristo, em profundo alinhamento com a palavra e a vontade de Deus.