31 de jan de 2013

Miséria cordial

A miséria da existência humana é perceptível ao olhar atento... e até mesmo ao olhar distraído...
Com civilidade, polidez e cordialidade, a humanidade segue avante, no retrocesso da sua miséria cordial...
A miséria fica mascarada pela aparente lucidez, autonomia e centralidade do ser humano em si mesmo...
Grande é a misericórdia de Deus, que escancara a miséria existencial do homem decaído...
Incompreensível é a plenitude do amor sublime que Ele derrama por sua criação...
Concedendo-nos a visita da “aurora lá do alto”... o Filho do Deus vivo... o Messias nazareno...
... que durante sua habitação entre os homens, ensinou a bem-aventurança da misericórdia...
... se entregando a si mesmo como o Cordeiro de sacrifício pela miséria cordial humana...
Louvado seja o Santo Nome do Nosso Senhor Jesus Cristo ! Amém.

“Miserável homem que eu sou!” (Rm 7:24a). Ver também Ef 2:1-9.
“... graças à entranhável misericórdia do nosso Deus, pela qual nos há de visitar a aurora lá do alto, para alumiar aos que jazem nas trevas e na sombra da morte, a fim de dirigir os nossos pés no caminho da paz” (Lc 1:78-79). 


A vida ávida

A vida acontece numa velocidade estonteante... e, sem a opção do botão de “pausa”...
A vida não é um parque de diversões... é mais parecida com uma grande escola...
A vida não é uma simples geração espontânea a partir de um processo biológico aleatório...
A vida é uma criação Divina... uma obra, ainda em andamento, da criatividade Celestial...
A vida é desafio... é alegria... é tristeza... é busca... é descoberta... é gratidão... é graça...
A vida é ávida de sentido... necessitada de propósito... carente de sabedoria...
A vida avidamente urge ser vivida...
A vida é um milagre !

“E o testemunho é este: Que Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida. Estas coisas vos escrevo, a vós que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna” (1 João 5:11-13).


Aprendizado piedoso 39

"Nunca, nunca, nunca, nunca, nunca, nunca, nunca, desistir. Nunca desista. Nunca desista. Nunca desista." 
(Winston Churchill)

30 de jan de 2013

Aprendizado piedoso 38

"A verdadeira sabedoria consiste em duas coisas: conhecimento de Deus e conhecimento de si mesmo."
(João Calvino)

Aprendizado piedoso 37

"Há dois dias no meu calendário: este dia e aquele Dia."
(Martinho Lutero)

Evangelho visual 24


"Portanto, nós também, pois estamos rodeados de tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus."
(Hebreus 12:1-2)

25 de jan de 2013

Desafiando


Desafiando o entendimento
Um homem curioso
Curiosamente questiona
Desafiando a curiosidade
Um lógico convicto
Convictamente responde
Desafiando a convicção
Um questionador humano
Humanamente duvida
Desafiando a humanidade
Um crente humilde
Humildemente crê



22 de jan de 2013

"Ortodoxia" (continuação...)

“A poesia mantém a sanidade porque flutua facilmente num mar infinito; a razão procura atravessar o mar infinito, e assim torná-lo finito. O resultado é a exaustão mental ...
... Aceitar tudo é um exercício, entender tudo é uma tensão ... 
... O poeta apenas pede para pôr a cabeça nos céus. O lógico é que procura pôr os céus dentro da sua cabeça. E é a cabeça que se estilhaça...”

(G. K. Chesterton, "Ortodoxia")

Dúvida e crença

A dúvida de duvidar e a crença em crer...

Aviva

Avivamento espiritual
Aviva, ó Senhor, a tua igreja
Aviva, ó Senhor, o teu povo
Aviva, ó Senhor, os nossos corações e mentes
Ah, viva o Senhor Jesus !
Ah, viva o Deus vivo !
Ah, viva a Santa Trindade Bíblica !
Avivada seja a exaltação da tua Glória, Senhor Deus vivo e eterno !
“... sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor” (ver Romanos 12:11)
“... aviva, ó Senhor, a tua obra ...” (ver Habacuque 3:2)

 

16 de jan de 2013

"Ortodoxia"

Chesterton exercitou sua pena afiada para defender o cristianismo frente a outras linhas de pensamento existentes em sua época. Algumas existentes ainda nos dias de hoje.

"As doutrinas espirituais na verdade não limitam a mente como fazem as negações materialistas. Mesmo acreditando na imortalidade, eu não preciso pensar nela. Mas se a desacredito, nela não devo pensar. No primeiro caso, a estrada está aberta e posso ir adiante até onde quiser; no segundo caso, a estrada está fechada."

"Agora a acusação contra as principais deduções do materialista é que, certas ou erradas, elas aos poucos destroem a sua humanidade. Não estou me referindo apenas à bondade; estou me referindo a esperança, coragem, poesia, iniciativa, tudo o que é humano. Por exemplo, quando o materialismo leva os homens a um fatalismo completo (como em geral acontece), é totalmente inútil fingir que ele, nalgum sentido, é uma força libertadora."

(G. K. Chesterton, "Ortodoxia")

14 de jan de 2013

"Batismo e Plenitude do Espírito Santo"

A leitura do livro "Batismo e Plenitude do Espírito Santo", de John Stott, foi muito edificante e esclarecedora.

Segue um trecho que pode ser encontrado no segundo capítulo:
"Às vezes, o testemunho interior do Espírito Santo, assegurando-nos que somos realmente filhos de Deus, é confirmado de maneira poderosa e maravilhosa, libertando-nos completamente de escuridão e dúvidas. Às vezes, ele inunda nosso coração como uma onda tão imponente do seu amor que quase lhe pedimos que detenha sua mão para não sermos afogados por ela. Às vezes, nosso coração 'arde' quando Cristo nos abre as Escrituras, e o vemos nas Escrituras como ainda não tínhamos visto antes (Lc 24.27-32). Às vezes, experimentamos uma aceleração do nosso pulso espiritual, um bater do coração, uma intensificação do nosso amor por Deus e pelas pessoas, uma sensação penetrante de paz e bem-estar. Às vezes, na reverência digna do culto público, ou na comunhão espontânea de uma reunião numa casa, ou durante a ceia do Senhor, ou durante a oração pessoal, de repente uma realidade invisível toma conta de nós. O tempo para. Entramos em uma nova dimensão da eternidade. Ficamos em silêncio e conhecemos que Deus é Deus. Caímos aos seus pés e o adoramos."

9 de jan de 2013

Aprendizado piedoso 36

"Um pastor de ovelhas escocês estava num vale, cuidando das suas ovelhas. Havia um trilho de trem que passava pelo vale, entre duas colinas. Na noite anterior, houve uma terrível tempestade, e os trilhos quebraram. Pela manhã, o jovem pastor de ovelhas viu aquela tragédia e correu em direção ao trem, que estava se aproximando do ponto onde os trilhos haviam se rompido, e tentou parar o trem, mas o condutor do trem mandou que ele saísse. Então ele jogou-se nos trilhos do trem, e o condutor acionou imediatamente os freios, que fez com que as pessoas que estavam dormindo sentissem o solavanco da freada, que as acordou do sono. Então todos saíram em direção à frente do trem, para saber o que teria acontecido, e viram o vale e os trilhos quebrados. Também observaram que o trem havia parado justamente a tempo de não descarrilar em um acidente fatal. Então, todos também viram o que sobrou do corpo daquele jovem pastor que jogou-se nos trilhos para parar o trem, e ficaram em silêncio. Ninguém falava uma palavra. Finalmente um homem mais velho falou: ‘aquele jovem...aquele jovem salvou a minha vida’...
...Não descanse até que você possa olhar para a cruz do calvário e dizer: ‘aquele homem ali...aquele homem ali salvou a minha vida’.”
(Joel Beeke, ilustração usada em pregação)

8 de jan de 2013

7 de jan de 2013

Aprendizado piedoso 35

"Você deve distinguir entre atrasos e recusas."
(Thomas Brooks, falando sobre "oração")

5 de jan de 2013

Aprendizado piedoso 34

"...Eis o pradoxo: o que ofende o orgulhoso, salva o humilde. Há um incrível poder na cruz de Cristo, poder para despertar a consciência mais adormecida e derreter o coração mais duro; para purificar o impuro; para reconciliar o que está afastado, restaurando-o à comunhão com Deus; para redimir o prisioneiro de suas algemas e levantar do lixo o mendigo; para derrubar as barreiras que separam os homens; para transformar nossa personalidade instável à imagem de Cristo e finalmente tornar-nos capazes de permanecer de pé, com vestes brancas diante do trono de Deus."
(John Stott, em "O perfil do pregador")

Aprendizado piedoso 33

"...um homem, um homem inteiro, é o que há por trás de um sermão. Pregar não é dar um show de uma hora, mas o fluir de uma vida. São necessários vinte anos para fazer um sermão, porque são necessários vinte anos para fazer um homem."
(E. M. Bounds)

Aprendizado piedoso 32

"...tudo vem de Deus; a única contribuição pessoal que eu faço na minha redenção é o pecado do qual preciso ser redimido."

"É bem fútil ficar dizendo às pessoas: 'vá até a cruz'; precisamos ser capazes de dizer: 'venha até a cruz'. Apenas duas vozes podem fazer esse convite de modo eficaz. Uma é a voz do Redentor sem pecado, que não podemos reproduzir; a outra é a voz do pecador redimido, que sabe ter sido redimido. Essa é a nossa parte."

(William Temple)

4 de jan de 2013

Refrigério e provisão

Senhor, obrigado pela chuva !
Chuva que traz refrigério e provisão
Refrigério contra o calor causticante
Provisão de água pura que vem direto do céu
Senhor, obrigado pela Tua Palavra !
Palavra que traz refrigério e provisão
Refrigério contra a inquietação causticante da alma abatida
Provisão de abundância de vida em Ti
Graças Te damos, Senhor, por Teu refrigério e por Tua provisão


3 de jan de 2013

Apenas uma declaração de amor

Eu te amo
Amo seu olhar expressivo, seu cabelo cheiroso e seu abraço verdadeiro
Amo cada átomo que a constitui ... meus elétrons giram em torno do seu núcleo
Amo as batidas do seu coração, o pulsar das suas veias, o inflar dos seus pulmões
Amo os dois tesouros que o Senhor nos concedeu através do teu ventre
Amo a maneira dedicada e zelosa com que cuida destes tesouros preciosos
Amo cada um dos cabelos brancos que de vez em quando aparecem
Amo cada vez mais, conforme o Senhor nos concede maturidade e sabedoria
Amo, porque nós adoramos ao único Deus bíblico 
A quem dou graças por tê-la colocado em meu caminho e nos constituído família
Valéria, eu simplesmente te amo