26 de jun de 2015

Louvando a Deus (1)

Quando começo o dia quebrado, sei que vou terminar nos braços do meu Pai...

"Ouvi-me, ó casa de Jacó e todo o restante da casa de Israel; vós, a quem desde o nascimento carrego e levo nos braços desde o ventre materno. Até à vossa velhice, eu serei o mesmo e, ainda até às cãs, eu vos carregarei; já o tenho feito; levar-vos-ei, pois, carregar-vos-ei e vos salvarei" (Isaías 46:3-4).

Quando começo o dia altaneiro, sei que vou terminar nas cisternas rotas...

"Porque dois males cometeu o meu povo: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas" (Jeremias 2:13).

Presente gratuito verdadeiro

Quando compramos um relógio, talvez optemos pelo falso, cujo custo é inferior, assim como a sua qualidade.
Quando ganhamos um relógio de presente (gratuitamente), almejamos pelo verdadeiro (mais duradouro), não é mesmo?

Quando confiamos, durante as súplicas e orações, na mediação de um ser humano, optamos pelo falso, que parece mais próximo e acessível, pois é mais parecido conosco.
Quando confiamos na mediação do Senhor Jesus Cristo, optamos pelo verdadeiro (1Timóteo 2:5; Hebreus 8:6; 12:24).

Quando buscamos por salvação através das obras, cujo custo é inferior, ela é falsa, pois não podemos ser obedientes como Ele.
Quando buscamos por salvação pela graça gratuita, por meio da fé em Cristo, sem custo para nós (Ele pagou o preço por nós!!! 1Pedro 1:17-19), ela é verdadeira (Efésios 2:8-9).

Quando somos alcançados pela salvação através da obra necessária, suficiente e gratuita do Deus Triúno (Pai, Filho e Espírito Santo), além de ser verdadeira, ela é de qualidade superior (Hebreus 10:19-23), sendo mais duradoura (eterna!!!).

“Ah! Todos vós, os que tendes sede, vinde às águas; e vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite.
Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão, e o vosso suor, naquilo que não satisfaz? Ouvi-me atentamente, comei o que é bom e vos deleitareis com finos manjares.
Inclinai os ouvidos e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei uma aliança perpétua, que consiste nas fiéis misericórdias prometidas a Davi.
Eis que eu o dei por testemunho aos povos, como príncipe e governador dos povos.
Eis que chamarás a uma nação que não conheces, e uma nação que nunca te conheceu correrá para junto de ti, por amor do SENHOR, teu Deus, e do Santo de Israel, porque este te glorificou.
Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.
Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao SENHOR, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar.
Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos.
Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei.
Saireis com alegria e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cânticos diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas.
Em lugar do espinheiro, crescerá o cipreste, e em lugar da sarça crescerá a murta; e será isto glória para o SENHOR e memorial eterno, que jamais será extinto.”
(Isaías 55, ênfases acrescentadas)
 SDG